Arquivo de outubro \12\UTC 2011

Primeira gravação marcada

Nessa ultima segunda feira, no cabalístico dia 10/10, fizemos uma reunião com apenas a equipe técnica. O local foi uma lanchonete qualquer com cerveja barata. Estavam presentes: eu, everson obviamente, o Chico Caprário, Diego Canarin e o Luiz Aquino. Sentamos e discutimos sobre tudo que envolveria a gravação da primeira cena do Jacaré. Não é bem a primeira cena da história, mas uma da página 3; do Professor de Biologia que leva os alunos para uma saída de campo. E vão para o mangue…

A locação escolhida foi o Parque do Córrego Grande (pra ver no maps clique aqui), e a data pré-agendada foi dia 05/11, um sábado. Até lá pretendemos fazer uns testes de fotografia e organizar a ordem dos planos a serem gravados. Só então definiremos horários para as gravações.

Questões técnicas: A decupagem das cenas e storyboard já foram feitas. Usaremos uma câmera Canon T3i com lentes fotográficas, mas devido ao problema que tivemos com a ligação do microfone nela, gravaremos o áudio em outra câmera – usada apenas para isso – sendo necessário depois a sincronização na ilha de edição. 

Uma breve descrição da cena: Um professor de Biologia leva seus alunos para uma saída de campo. Seu diálogo é mais ou menos assim: “…os manguezais são ecossistemas de transição entre os ambientes marinhos e terrestres, uma zona úmida, característica de regiões tropicais e subtropicais…” enquanto o professor dá sua aula, os alunos ficam com cara de tédio e se distraem de toda forma possível. Uma das alunas tira fotos com sua câmera, quando uma flor exótica chama a sua atenção e ela se separa do grupo. Ela entra no meio do mato para tirar uma foto da flor, mas o jacaré está só esperando para dar o bote e…

Para essa cena vamos precisar de muitos figurantes nos papéis de alunos. O professor será interpretado pelo Chico, e a aluna que se perde no mangue será interpretada pela Tuany. É uma cena curta, onde nenhum personagem aparecerá em nenhuma outra cena, por isso esta foi a escolhida para iniciar os trabalhos do Jacaré. E ainda tem muito planejamento a ser desenvolvido. É um filme sem dinheiro, mas não é um curta simples com poucos atores e cenários. Temos 13 personagens na história, e inúmeras locações diferentes.

Será quase uma cena celebração, o inicio da concretização do projeto. Mas com ajuda dos amigos e da galera que aparece todos os dias querendo participar, a coisa se encaminha para a realização da ideia!

Deixe um comentário

A Estética do Réptil

Combinei com alguns amigos de nos encontrarmos segunda-feira, dia 10/10, amanhã, para conversar sobre a fotografia do jacaré e planejar as primeiras gravações (e beber uma cervijinha também).

Será ali no farol lanches, no inicio da madre benvenuta, em frente ao colégio da PM, por volta das 19:00. Não é um encontro fechado, quem quiser participar e ajudar pode aparecer e nos encontrar, sinta-se convidado.
(e não me deixem lá sozinho esperando)

A pauta da reunião será:
– fazer uma decupagem das cenas: o professor com os alunos, as crianças jogando banco-imobiliário, do hippie com o guarda;
– Verificar os equipamentos necessários para cada cena, assim como resolver questões técnicas;
– Planejar a execução pelo menos da primeira gravação, que eu pretendo seja a cena do professor com os alunos no Orto Florestal do Córrego, de preferência já pre-agendar uma data;

É isso pessoas, os atores estão ensaiando, os figurinos estão quase prontos e as locações estão sendo resolvidas, precisamos “startar” as filmagens para o projeto se realizar na prática finalmente.

Deixe um comentário