Projeto

O Jacaré do Papo Amarelo é um projeto de filme trash baseado nos jacarés que por vezes são avistado nos córregos e mangues de bairros de Florianópolis. O mangue original, seu habitat, foi invadido por construções e agora ele se vê obrigado a dividir o espaço com os seres humanos, o lixo, os carros, esgotos maltratados e a decadência urbana.

Em 2007 estoura a operação da polícia federal chamada Moeda Verde onde se descobriu um esquema de pagamento de propinas para licenças ambientais. Escândalo nacional, envolveu políticos e empresários e finalmente demonstrou o que todos nós sabíamos mas não tínhamos como provar: que esses grandes empreendimentos envolvem muito mais corrupção e sujeira do que nossa vã filosofia poderia supor.

Edição do Diário Catarinense de 4 de Maio de 2007

A ligação entre os dois eventos parece bastante óbvia, as construções envolvidas no escândalo foram as mesmas que invadiram o mangue. E são apenas uma parte do que foi conhecido. Assim temos um ponto de partida para uma história clássica de “mãe natureza se vingando da corrupção do homem”. Então é basicamente um filme onde um jacaré ataca pessoas num hotel construído irregularmente numa área de preservação.

A idéia de fazer um filme trash é para que possamos usar nossas próprias limitações como ferramentas de linguagem e ainda assumirmos o absurdo das situações.

Foto de um jacaré tirada no bairro Santa Mônica - Floripa

Muita gente associa o trash com o escrachado, a sexo e violência gratuitos e de mau gosto. Também é. Mas não precisamos nos limitar a isso, podemos expandir as transgressões a outros níveis e sermos socialmente relevantes… Um filme trash pode ser levado a sério.

Esta é uma produção totalmente independente, sem fins lucrativos, apenas com o desejo de expressar uma idéia. E claro, se divertir fazendo. Não faz parte de nenhuma ONG, não tem apoio de nenhuma instituição pública ou privada, nem crédito de nenhum banco. A câmera é própria, as locações e cenários estão ali só esperando, e os atores serão quem quiser participar.

Um modelo de produção semelhante a este seriam os FanFilms, filmes feitos por grupos de amigos, geralmente fãs de algum seriado como Guerra nas Estrelas, que se juntam por amor a obra que desejam homenagear. É uma espécie de Coletivo ou Cooperativa. Todos terão seus nomes nos créditos, e todos poderão rir uns dos outros no making of.

Contaremos (eu e o jacaré) com o trabalho voluntário de amigos, da boa vontade e paciência de terceiros, e dos espectadores que, esperamos, nos prestigiem quando o trabalho estiver pronto.

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: